Crédito consignado: como funciona e quem pode pegar

Seja para comprar um eletrodoméstico, ou fazer uma reforma em casa, ou qualquer outro gasto um pouco maior, muitas pessoas recorrem ao crédito. No entanto, crédito implica em juros, o que ativa um medo bem real de quem preza pela própria vida financeira: o endividamento. Não seria interessante ter uma alternativa para driblar esse problema? Pois bem, é para isso que existe o crédito consignado.

Um dos fatores que determinam os juros é o risco envolvido na operação financeira. Quanto maior a chance de não receber o dinheiro de volta, mais juros o credor tende a cobrar. Assim, se você for alguém com uma renda pequena em relação ao empréstimo, espere pagar muitos juros.

Porém, existem algumas pessoas que têm renda mais ou menos garantida. São pessoas muito estáveis no emprego, ou que recebem algum auxílio, ou funcionários públicos. Emprestar dinheiro para essas pessoas é muito seguro, tanto que se criou um tipo de crédito só para eles: o crédito consignado.

Saiba mais: Como investir em ações com pouco dinheiro

O que é o crédito consignado?

Continua após a publicidade

Como dissemos acima, juros têm a ver com risco. Porém, não é como se os bancos não quisessem emprestar dinheiro, afinal esse é um dos produtos deles. O problema é que, quando se lida com um público muito grande, é difícil saber em quem confiar. Então, uma das soluções para essa questão foi encontrar gente com renda garantida e descontar diretamente da folha de pagamento: essa é a principal característica do crédito consignado.

Ele funciona assim: 30% do seu salário líquido é considerada uma “margem consignável”. Ela é o valor máximo das parcelas do crédito consignado. Especialmente para aposentados, pensionistas e funcionários das forças armadas, esse limite foi para 40% durante o ano de 2021.

Assim, se você pegar um empréstimo, no valor máximo das parcelas, ele vai descontar os 30% da sua conta todo mês, até pagar a dívida. É possível pagar antes, também, mas o desconto vai acontecer de forma automática enquanto a dívida durar.

Essa solução tem um atrativo muito grande porque, de um lado, é uma oferta de crédito muito barata, em geral. De outro, aumenta a base de pessoas para quem os bancos podem emprestar. O crédito consignado é tão importante que existem bancos cujo principal produto é ele.

Quem pode pegar o crédito consignado?

Podem tomar o empréstimo consignado algumas categorias que têm renda garantida. Uma delas é o funcionário público, pois sua estabilidade no emprego está literalmente na lei. Assim, é praticamente uma garantia que ele receberá no mês seguinte.

Os aposentados e pensionistas do INSS também estão nessa posição. Afinal, o INSS garante o pagamento deles todos os meses, o que diminui muito os riscos envolvidos. Assim, eles também podem fazer empréstimo consignado.

Por fim, há os funcionários com carteira assinada, uma categoria para quem os bancos não fazem muitos empréstimos nesse modelo. Isso porque eles são menos estáveis do que funcionários públicos e beneficiários do INSS, ainda que tenham algumas garantias.

Continua após a publicidade

Em geral, empregos com carteira assinada tendem a ter uma renda um pouco maior do que informais. Além disso, os benefícios como férias proporcionais, 13º salário e FGTS, que o trabalhador recebe na demissão, também atuam como uma rede de segurança.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta BV gratuita!

Documentos necessários

Em geral, os seguintes documentos são necessários para solicitar um empréstimo consignado:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Contracheque ou número do benefício do INSS.

Como pode ver, é um processo bem simples. Você pode, inclusive, fazer um empréstimo consignado online.

Cartão de crédito consignado

Além dos empréstimos, outro serviço que pode ser utilizado na modalidade consignada é o cartão de crédito. Ele funciona de forma análoga ao empréstimo: é um crédito que desconta automaticamente na folha do mês seguinte. Assim, ao gastar apenas a margem consignável, você não precisa se preocupar com a fatura.

No entanto, a margem consignável para o cartão de crédito é de apenas 5%. A partir disso, o desconto não é mais automático e você precisará pagar a fatura. Caso contrário, o valor restante vai correr com os temidos juros do rotativo – um dos mais caros do mercado.

Dessa forma, o cartão de crédito consignado é um serviço que pode ser muito útil, mas deve ser usado com bom-senso. Como qualquer cartão, ele não deve ser considerado como um segundo salário, mas como um aumento no seu poder de compra para coisas específicas.

Continua após a publicidade

Leia mais: Banco Inter ou Nubank? Saiba qual é o melhor!

Instituições que oferecem

O crédito consignado é um produto disponível em diversas instituições financeiras, pois trata-se de um serviço bastante popular. Três exemplos interessantes para continuar a busca são o Banco BMG, o Pan e o C6.

O primeiro é a primeira instituição do Brasil a oferecer essa forma de empréstimo, assim como o cartão consignado. Por ter uma grande experiência, é um banco muito respeitado no mercado e com bastante experiência também.

O Banco Pan se destaca por ser um dos maiores bancos digitais e um dos poucos onde o consignado é o foco. Assim, ele é um dos serviços a se procurar quando o assunto é essa modalidade de serviços financeiros. Outro banco digital que tem apostado no mesmo serviço é o C6.

Se você quer ficar ligado nas melhores ofertas de empréstimo, continue acompanhando o Meu Portal Financeiro. A informação é uma forma de tomar as melhores decisões, aumentando a saúde das suas finanças e atingindo seus objetivos!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Como fazer um empréstimo consignado: o passo a passo

Próximo

Conta digital: como funciona, as vantagens e como ter uma

Posts Relacionados
Total
0
Share