Empréstimo com garantia de veículo: veja como fazer o seu!

Ao tomar um empréstimo, deve-se levar muitos fatores em conta. Afinal, existe o risco de endividamento, que leva à diminuição do poder de compra e da qualidade de vida em geral. Uma alternativa para escapar das altas taxas de juros é o empréstimo com garantia de veículo.

Os juros para empréstimos com garantia em geral são menores. Isso porque os bancos consideram que o risco de inadimplência diminui, pois as pessoas que têm um carro para garantia têm maior renda. Além disso, tendem a pagar por não querer ficar sem o carro.

Assim, temos uma alternativa bem interessante para quem tem um carro. Se você tem interesse em desfrutar das vantagens dessa modalidade de crédito, leia nosso texto, onde explicaremos direitinho como funciona.

Continua após a publicidade

Leia mais: Empréstimo pessoal na hora: entenda!

Como funciona o empréstimo com garantia de veículo?

Quando uma instituição financeira disponibiliza crédito, ela está aceitando um risco. Afinal, sempre vai existir a possibilidade de que alguém pegue um empréstimo, por exemplo, e acabe não pagando. Por isso, elas cobram juros baseados no quão arriscado determinado negócio é. Ou, elas podem exigir um nível de renda específico para disponibilizar certo crédito.

Isso é um problema para muitas pessoas, pois, não tendo um patrimônio muito grande, acabam sem acesso ao crédito. É claro que existem alternativas para quem quer contornar essa situação. Uma delas é o empréstimo com garantia de veículo.

Em empréstimos com garantia, determinado bem passa ao nome do banco até que a dívida seja quitada. Assim, o risco envolvido é menor, pois as pessoas não irão querer perder o carro. Além disso, o próprio fato de ter um carro disponível já significa que a pessoa pode arcar com certos gastos.

A vantagem desse negócio é a possibilidade de menores juros. Porém, o veículo precisa atender certas demandas, como estar em bom estado e com os documentos em ordem.

É possível perder o carro? Riscos do empréstimo com garantia em veículo

Sim, existe essa possibilidade. Ela acontece caso o tomador do empréstimo não pague as parcelas. Nesse caso, o carro é tomado pelo banco e leiloado. Geralmente, não é o mais vantajoso para nenhuma das partes, pois envolve problemas judiciários dependendo da situação – e pode ser que, no fim, o valor leiloado sequer cubra o empréstimo.

Continua após a publicidade

Por isso, na hora de tomar esse empréstimo, é preciso calcular bem se as parcelas cabem no seu orçamento. O recomendado é que exista uma certa folga, principalmente se o veículo for importante para seu trabalho, por exemplo. É claro que há situações em que não existe escolha, mas, mesmo nessas, tomar decisões bastante pensadas é recomendável.

Um detalhe muito importante é que, embora o carro fique “alienado” até que a dívida seja paga, a posse continua sendo sua. Em outras palavras, você não fica sem ele, podendo inclusive alugar ou vender. Neste último caso o comprador vai assumir as dívidas do refinanciamento.

Quem pode pedir?

Embora tenha juros relativamente baixos, em geral será difícil para pessoas com nome sujo conseguirem este empréstimo. Não é que exista uma regra contra isso, é só uma prática pouco comum no mercado. É possível, no entanto, encontrar um ou outro banco ou financeira que faça. O problema é que esse investimento é mais arriscado para o banco e, por isso, os juros tendem a ser maiores.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta BV gratuita!

Outro detalhe importante é em relação ao estado do carro. O veículo não pode ter vários anos de uso e deve estar em plenas condições. Isso porque, quanto menor for seu valor de mercado, menor a garantia que o banco vai ter na hora de conceder o empréstimo. Em geral, o recomendado é menos de um ano de uso, mas, dependendo do estado, um pouco mais.

Por fim, outra questão importante: quanto pedir. Isso vai depender do valor do carro, de forma diretamente proporciona. Isto é: carros mais caros garantem valores maiores. Não espere conseguir mais do que metade do valor do automóvel.

Saiba mais: Crédito pessoal: saiba o que é e como funciona este tipo de empréstimo

Como escolher um banco para fazer o empréstimo?

Continua após a publicidade

Hoje em dia, não apenas bancos, mas outras instituições estão oferecendo empréstimo com garantia de veículo. Dessa forma, há uma torrente de opções que pode deixar algumas pessoas desorientadas. Como essa é uma operação que tende a envolver grandes valores, você não deve querer tomar uma decisão precipitada. Afinal, é seu dinheiro e veículo que estão em jogo.

Observe a taxa de juros, que é o detalhe mais óbvio. Porém também é importante ver a reputação da instituição na internet, o que deve ajudar a identificar as piores. Para diferenciar entre empresas que fornecem serviços num nível mais parecido, é importante ter em mente o que você quer no empréstimo, em quais condições quer pagar. A experiência de amigos que fizeram o mesmo empréstimo também deve ajudar.

Hoje em dia o desafio é muito mais filtrar as informações do que ter acesso a elas. Isto é, não simplesmente absorver e replicar, mas analisar e fazer delas algo útil. Quando se trata de dinheiro, é mais importante ainda.

É justamente isso que fazemos aqui no Meu Portal Financeiro! Nós ajudamos você a encontrar a informação certa para usá-la da forma mais vantajosa. Siga nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdo!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Empréstimo com garantia de imóvel: veja como fazer o seu!

Próximo

Empréstimo com garantia de celular: veja como fazer o seu!

Posts Relacionados
Total
0
Share