empréstimo pessoal na hora

Empréstimo pessoal na hora: entenda!

Quem administra a própria vida financeira sabe que é possível ser pego de surpresa. Afinal, imprevistos acontecem e, a não ser que sua renda seja muito grande, você está sujeito a ficar sem dinheiro. Uma das alternativas para estas situações é o empréstimo pessoal, que, em algumas instituições, cai na hora em sua conta.

Porém, é importante estudar as condições em que dão esse crédito e entender sobre conceitos como o Custo Efetivo Total (CET), que explicaremos abaixo. Além disso, muitas pessoas se aproveitam dessas situações para aplicar golpes de todo tipo. Por isso, fique atento!

Se você está precisando de empréstimo pessoal, ou só quer entender como funciona caso precise, continue lendo. Iremos explicar o que é empréstimo pessoal, quem pode pedir, quais cuidados tomar e quais opções existem no mercado.

Leia também: Crédito Pessoal: saiba como é e como funciona este tipo de empréstimo!

O que é empréstimo pessoal?

É o empréstimo concedido por instituições financeiras a pessoas físicas. Ele se difere dos financiamentos, por exemplo, porque não é necessário declarar o que será feito do dinheiro.

Existem diferentes tipos de empréstimo pessoal, com muitas condições diferentes. Isso varia bastante conforme o banco ou instituição financeira. Você terá de enviar alguns documentos, comprovando sua identidade, renda, local de residência, entre outros.

Para determinar a taxa de juros e outras condições do contrato, a empresa irá fazer uma análise de crédito, levando em conta sua renda e o tamanho do empréstimo. Eles realizam essa análise a partir dos documentos enviados. Caso esteja tudo certo, não deve demorar muito.

Quanto maior a certeza que eles tiverem de que você pode, de fato, repor o dinheiro emprestado, menores os riscos e, dessa forma, os juros. Uma das medidas mais usadas é o Serasa Score, que vai de 0 a 1000, indicando as chances do consumidor de pagar as contas em dia.

Quem pode pedir?

Basicamente, qualquer pessoa. Este empréstimo é concedido a pessoas físicas – ou seja, basta ter um CPF e renda. Assim, aposentados, autônomos, pensionistas e até negativados podem pedir.

Sobre os negativados, vale uma observação. O empréstimo frequentemente tem juros menores do que o Cheque Especial e outras dívidas que se possa ter. Nós temos um texto aqui no blog que fala justamente disso.

Pedindo um Empréstimo Pessoal online

A internet oferece uma grande quantidade de informações, além do conforto de acessá-las a partir de casa. Isso é perfeito para quem quer pedir um empréstimo!

Se sua motivação é pagar dívidas, existem simuladores virtuais que calculam os juros. Isso revela se um empréstimo é a melhor opção e pode ajudar a escolher a instituição financeira.

Feita essa simulação, é só escolher a instituição e mandar os documentos. Abaixo, vamos falar de algumas que são referência em serviços de crédito, que depositam na hora e que atendem pela internet.

Opções de empréstimo pessoal

Existe uma grande variedade de opções para o crédito pessoal, não só em quantidade, mas em qualidade também. Por isso, vale muito a pena pesquisar, visto que uma escolha certa pode poupar tempo, dinheiro e stress. Aqui vamos listar três das mais populares.

A Creditas se destaca por ter um CET bastante baixo, de 12,5% ao ano. Tem uma nota boa no Reclame Aqui (8,3), porém pede como garantia um carro ou uma casa.

Se você não tem como dar garantia, a Geru é uma opção. Naturalmente, é um serviço mais caro tanto em termos de juros como em CET. A nota no Reclame Aqui continua alta, mas é um pouco menor (7.9).

A Finanzero tem um serviço específico de empréstimo pessoal para negativados, além de uma nota muito boa no Reclame Aqui (8.8). Porém, uma reclamação comum é a falta de clareza nas informações disponibilizadas.

Cuidados necessários

Ao pedir um empréstimo pessoal, você precisa se informar antes. Isso porque existe uma série de golpes que podem ser aplicados. Vamos listar alguns aqui, assim como medidas para garantir maior segurança.

A cobrança de valores antecipados, por exemplo, é um sinal de alerta. Se existem custos operacionais envolvidos, eles vão aparecer nas prestações. É o chamado CET, que é pago em geral depois do empréstimo.

Fique atento para práticas que ferem o Código de Defesa do Consumidor, como a venda casada. Isso é um problema, porque incluem serviços que você não contratou dentro do “pacote”. Qualquer “pacote” deve valer menos do que os serviços separadamente. Além disso, você deve ter o direito a contratar os serviços individualmente.

Tome cuidado ao inserir seus dados em qualquer site, escolha instituições financeiras conhecidas. Uma das formas mais lucrativas de fraude é a clonagem de cartão. É também recomendável não deixar os dados do cartão salvos em sites, principalmente se você não conhece os termos de privacidade.

Esperamos que este conteúdo te ajude a procurar a melhor opção de crédito pessoal. Em meio a tantas opções e alguns perigos, pode ser difícil encontrar o melhor caminho.

Por isso, é bom se manter sempre informado sobre o mundo financeiro e suas constantes novidades. Aqui no Meu Portal Financeiro nós temos vários artigos, que podem ajudar nessa tarefa!

 

 

 

 

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
abrir conta btg

Como abrir conta BTG+? Veja o passo a passo aqui!

Próximo
como organizar sua vida financeira

Como organizar sua vida financeira: veja o passo a passo

Posts Relacionados