Empréstimo com garantia de celular: veja como fazer o seu!

Quem já pegou empréstimos ou pesquisou um bocado sobre, sabe que às vezes pode ser difícil conseguir um. Afinal, para proteger o próprio dinheiro, bancos e financeiras exigem garantias que nem sempre são as mais acessíveis. Neste texto, vamos falar de uma exceção: trata-se do empréstimo com garantia de celular.

Mas isso é possível? Sim, porém, deve ser feito da forma certa. Além disso, é preciso conhecer as regras da transação. Certamente, ninguém quer ter uma surpresa desagradável na hora de pagar as contas.

Assim, se você quer saber tudo sobre essa modalidade de empréstimo, os riscos e o que precisa fazer para conseguir, continue lendo! Também vamos explicar um pouco sobre quais cuidados tomar quando se pega dinheiro emprestado com garantia do celular.

Continua após a publicidade

Leia mais: Conta digital para negativados: veja as melhores opções

Como funciona o empréstimo com garantia de celular?

Quando uma instituição financeira empresta um dinheiro a qualquer pessoa, ela está assumindo um risco. Ou seja: eles não tem como saber se você vai pagar, ou se vai sumir com o dinheiro. Assim, eles precisam fazer uma avaliação, com base na renda da pessoa, de qual risco estão dispostos a correr para esse investimento. Ou, podem cobrar juros altos.

Por fim, outra possibilidade é que eles peçam algum bem como uma garantia de que o dinheiro vai estar lá quando chegar a hora, podendo cobrar, assim, juros menores. Pode ser sua casa ou carro, coisas que, caso você não pague o empréstimo, serão retiradas pelo banco.

Para empréstimos menores, é possível usar um celular como garantia. Neste caso, você precisa manter as parcelas em dia, ou terá o celular bloqueado. É possível contratar o empréstimo pelo próprio smartphone. Mas como isso funciona?

Digamos que você pegue um empréstimo de R$ 600, escolhendo fazer o pagamento durante um período de dois meses. Por dia (são 60 dias), são R$ 10 de parcela. Assim, a cada R$ 10 que o cliente paga, é um dia a mais com o celular funcionando. Supondo que você pague R$ 200 no primeiro dia, serão 20 dias de celular liberado. Passado esse tempo, será necessário fazer novos pagamentos

Como você pode ver, é uma forma de empréstimo ideal para pequenos valores. Isso, no entanto, não quer dizer que eles aceitem qualquer celular como garantia. Celulares com maior valor de mercado, por motivos óbvios, fornecem uma segurança maior ao provedor do crédito. Dessa forma, eles têm maior probabilidade de ser aceitos e irão viabilizar empréstimos maiores.

Prós e contras do empréstimo com garantia de celular

Continua após a publicidade

Essa forma de crédito, como qualquer outra, tem suas vantagens e desvantagens. É importante ficar de olho nelas, pois pode ajudar a definir qual crédito é mais adequado à sua situação, evitando endividamentos e stress. Porém, cada situação é única e o que é vantagem para uns pode não ser para outros. Avalie e decida conforme a sua particularidade.

Em primeiro lugar, é um empréstimo fácil de conseguir. Hoje em dia praticamente todo mundo tem um smartphone em casa ou nos bolsos. Dessa forma, temos um dos serviços de crédito mais acessíveis do mercado.

Porém, o empréstimo com celular como garantia é limitado. Isso porque a garantia é de um bem com um valor muito menor do que, por exemplo, uma casa ou um carro. Assim, é evidente que os bancos irão emprestar valores menores.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta BV gratuita!

Caso o celular seja um item essencial para seu trabalho ou mesmo vida pessoal, isso pode ser um grande problema. Afinal, você ficará sem acesso a algo importante, especialmente no caso do trabalho. É uma bola de neve: quem não consegue trabalhar vai ter menos condição de pagar a dívida.

Assim, embora cada caso seja um caso, dá para dizer que essa modalidade de empréstimo compensa para quem precisa de pouco dinheiro e não depende do celular para trabalhar. Pode ser que o ideal, se você não se encaixa nessa situação, seja usar um imóvel ou carro como garantia.

Continua após a publicidade

Saiba mais: Como funciona a conta digital? Descubra aqui!

Como contratar?

Com dissemos acima, você pode contratar a partir do próprio celular. Apenas instale o aplicativo da instituição que você pretende pegar emprestado o dinheiro e contrate. É bastante prático e rápido, pois o banco ou financeira não vão pedir muitas informações sobre o seu histórico de crédito. Afinal, eles já têm o celular como garantia.

Esse aplicativo vai bloquear seu celular em caso de inadimplência. Você não irá conseguir fazer nada com ele, até que pague os dias devidos, como se fosse uma linha pré-paga. Por isso, pode ser interessante tentar pagar o mais rápido possível. Evita, por exemplo, precisar do celular em algum momento e ele estar bloqueado.

Conhecer essa forma de crédito ajudou você? Esperamos que sim. Já que está por aqui, pode dar uma olhada em nosso blog. Aqui te mantemos atualizado em relação às últimas novidades do mercado financeiro!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Empréstimo com garantia de veículo: veja como fazer o seu!

Próximo

Empréstimo no BMG: como pedir? Veja aqui!

Posts Relacionados
Total
0
Share