É possível comprar carros financiados com zero de entrada? Entenda!

Comprar carro geralmente requer um investimento alto. Por isso, muitas vezes o financiamento é uma boa solução para quem não tem como pagar o valor à vista. Esse tipo de crédito costuma exigir um aporte inicial, mas será que é possível comprar carros financiados com zero de entrada?

Vamos falar sobre isso neste conteúdo. Aqui explicaremos como funcionam os tipos de financiamento disponíveis no mercado. Também veremos as condições para financiar carro sem entrada, quais são as taxas e se vale a pena adquirir o veículo desta forma.

Boa leitura!

Leia também: O que é um consórcio? Entenda essa modalidade de crédito!

Como funciona o financiamento de veículos

Segundo dados da Bolsa de Valores brasileira, a B3, em 2020 mais de 5,5 milhões de carros foram vendidos por financiamento no país. Esse total inclui veículos novos e usados. Isso mostra que a opção de compra serve para ambas modalidades.

No sistema de compra por financiamento, o valor total do carro é negociado com a entidade financeira que permite pagá-lo em parcelas. O padrão do parcelamento costuma variar entre 12 e 60 meses.

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

O formato funciona como um empréstimo, porém tem condições especiais por ser segmentado para a compra de veículos. Uma das diferenças, por exemplo, pode ser o valor dos juros que são cobrados de acordo com as cláusulas do contrato.

É possível comprar carros financiados com zero de entrada

Na hora de escolher a melhor forma de realizar o sonho de comprar um carro surgem muitas dúvidas. Uma das mais comuns é sobre o aporte inicial dos financiamentos, condição comum no caso da compra de veículos e imóveis.

Se você também tem dúvida sobre esse ponto, saiba que existem diversas ofertas para comprar carros financiados com zero de entrada. Atualmente, as principais entidades de crédito possuem alternativas de financiamento que atendem essa demanda.

Como funciona este tipo de crédito

Antes de falar sobre como comprar um carro financiado sem entrada, queremos explicar as particularidades deste tipo de crédito. Você precisa ficar atento às condições do formato para avaliar se esta é a solução mais adequada ao seu caso.

Para quem deseja ter veículo próprio, é tentadora a ideia de comprar um carro sem ter nenhum dinheiro inicial. Porém, é importante entender as características do financiamento sem entrada para não acabar pagando um preço muito alto.

Considerando que neste tipo de crédito você estará parcelando o valor total do carro, possivelmente as parcelas ficarão altas. O prazo de pagamento também poderá ser longo, comprometendo o seu orçamento por bastante tempo.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e que aprova na hora: abra uma conta gratuita no Banco Pan!

Geralmente, as ofertas para comprar carros financiados com zero de entrada costumam ter juros mais altos. Este é um dos pontos relevantes que deve ser observado na análise do financiamento.

Condições para o financiamento sem aporte inicial

Embora esteja disponível no mercado, a compra de carro financiado sem entrada não é tão simples. Por não contar com nenhum aporte inicial, a operação de crédito representa para a entidade financeira um alto risco de inadimplência.

Por isso, a aprovação do financiamento sem entrada está condicionada a uma análise de crédito mais rigorosa se comparada ao financiamento comum. 

A compra do veículo com entrada costuma garantir à instituição um adiantamento de aproximadamente 20% do valor total. Isso serve como uma garantia. Na ausência desta garantia, a empresa precisa buscar outras formas de dar o crédito diminuindo os seus riscos.

Juros mais altos

Em alguns casos, os juros cobrados pelo financiamento de carro sem entrada são mais altos. Esta cobrança maior ocorre seguindo a mesma lógica que citamos anteriormente sobre o risco assumido pela instituição financeira.

No entanto, mesmo quando a taxa de juros do financiamento com zero de entrada for igual ao do financiamento comum você pagará mais juros. 

Isso ocorre porque o cálculo do adicional é feito sobre o valor total do financiamento. Ou seja, se você escolhe dar um percentual do valor como entrada, este aporte inicial estará isento de juros.

Para ficar mais claro, vamos imaginar que você pretende comprar um carro de R$ 40 mil sem entrada. O cálculo dos juros será feito sobre o preço total.

Continua após a publicidade

Agora imagine que você vai comprar o mesmo carro, porém dará uma entrada de R$ 10 mil. Então, os juros serão calculados apenas sobre os R$ 30 mil que serão financiados.

Afinal, vale a pena comprar carros financiados com zero de entrada?

Para concluir se o financiamento de carro sem entrada vale a pena é preciso fazer uma análise individual da sua realidade. Junte as informações deste conteúdo, avalie as ofertas disponíveis e veja qual é a sua situação financeira atual.

Como vimos, este tipo de parcelamento conta com uma análise de crédito mais rígida e implica na cobrança maior de juros. Porém, pode ser a melhor solução em casos de urgência. 

Se você não pode esperar o tempo necessário para juntar o dinheiro da entrada, talvez esta seja uma boa solução. Se a compra do carro pode esperar, costuma ser mais indicado juntar o dinheiro. A entrada irá garantir condições mais favoráveis de pagamento.

Leia também: Quer otimizar o planejamento financeiro pessoal? Entenda

Esperamos que você tenha gostado de conhecer mais detalhes sobre o financiamento de carro sem entrada. Se você conhece alguém que poderia gostar desse post também, compartilhe!

Não deixe de acompanhar mais conteúdos como este no Meu Portal Financeiro. Boa leitura!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Como baixar a Carteira de Trabalho Digital? Tudo sobre o documento!

Próximo

Empréstimo consignado: quem pode contratar e quais são os juros?

Posts Relacionados
Total
0
Share