Cheque devolvido motivo 22: saiba o que significa e o que fazer!

Embora cada vez mais pessoas utilizem cartões de crédito, o cheque ainda hoje é uma forma de pagamento popular. Ele possui a conveniência de poder comprar coisas a vista sem carregar muito dinheiro. Porém, uma reclamação muito comum é a de cheque devolvido, principalmente pelo motivo 22.

Há vários motivos pelos quais um banco pode não aceitar um cheque. Geralmente, eles têm a ver com as informações escritas no papel, ou com qualquer indicativo que faça a instituição financeira desconfiar que algo está errado. Como você pode imaginar, isso gera constrangimentos tanto para quem vai receber, quanto para quem está pagando.

Assim, essa é uma situação da qual as pessoas tentam sair, mas como? Nesse artigo vamos tentar explicar o que é o motivo 22 e como fazer para resolver. Assim, se você está tentando descontar um cheque, ou o que devolveram um seu, continue lendo!

Saiba mais: Empréstimo rápido e fácil: 7 dicas para conseguir o seu!

Como funciona o pagamento por cheque?

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

Antes de explicar como resolver a situação, é preciso saber o funcionamento de um cheque. Assim, podemos mostrar como o problema aconteceu e como você pode resolvê-lo. O cheque é, basicamente, um documento autorizando o banco a tirar o dinheiro de uma conta para pagar alguém.

Você certamente já ouviu falar da expressão “cheque sem fundo”. Isso porque é necessário ter dinheiro na conta para que o pagamento possa ocorrer. Assim, esse é o “fundo” do cheque, o dinheiro precisa estar disponível. Ele é uma das razões pelas quais pessoas estão recebendo menos em cheque e mais em outras formas de pagamento.

Porém, chegar no banco com um cheque sem fundo não é a única forma de ficar na mão. Como golpes são muito frequentes, as instituições financeiras são muito meticulosas com os cheques, verificando cada detalhe. Assim, se algo não estiver correto, então o dinheiro não poderá ser retirado.

Observe que o cheque não ser aceito também não significa que houve um golpe. Afinal, pode haver algum engano e uma ou outra informação estar errada. Paciência, a situação terá de ser resolvida entre quem recebeu e quem preencheu o cheque.

Cheque devolvido motivo 22: o que é?

Como dito acima, há vários motivos pelos quais um banco pode devolver um cheque. Um deles é o motivo 22, que é bem comum. Esse erro acontece quando há disparidade entre a assinatura que consta no cheque e a que está nos arquivos do banco.

Sendo a assinatura uma das formas mais comuns de validar um documento, faz sentido que as instituições sejam rigorosas neste aspecto. Assim, é importante prestar atenção nas assinaturas que você cadastra, pois improvisar pode sair muito mal.

Para quem apresenta o cheque, é certamente constrangedor receber essa negativa. Isso porque os golpes com assinaturas são muito comuns e, por isso, chegar com um cheque com a assinatura errada não passa uma boa impressão.

De outro lado, quem pagou pode acabar com o nome nas instituições de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Isso impacta na capacidade de compra e também na qualidade de vida. Afinal, não é agradável ter dívidas e, muito menos, receber cobranças.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e que aprova na hora: abra uma conta gratuita no Banco Pan!

Leia mais: Conta Salário Itaú: tudo que você precisa saber

Cheque devolvido motivo 22: como resolver?

Existem poucas opções para quem chega com um cheque com a assinatura insuficiente ou errada. Você até pode reapresentar o cheque ao banco em dois dias úteis, mas dificilmente eles vão mudar a avaliação. É preciso recorrer a outras alternativas.

Continua após a publicidade

É possível entrar em contato com quem assinou o cheque. Na verdade, essa é a opção que recomendamos fazer assim que perceber o problema. Afinal, só substituindo o cheque ou mudando a assinatura no banco se elimina o “motivo 22”. Não descarte a ideia de que talvez você tenha sofrido um golpe, pois pode ser que seja isso mesmo.

De forma geral, é melhor prevenir do que remediar. Ao aceitar cheques, procure antes o nome da pessoa no Cadastro de Emitentes de Cheques Sem Fundos, no SPC e no Serasa. Se é verdade que a tecnologia aumenta as possibilidades de golpes, é também verdade que ela cria soluções para se proteger. Use-as!

Agora, se você é quem foi procurado porque um cheque que você passou foi recusado com o banco, sugerimos entrar em contato com a instituição o mais rápido possível. Isso por vários motivos: além de resolver logo essa situação chata, é melhor não arriscar ser confundido com um emissor de cheque sem fundo.

Como dissemos acima, você pode parar no SPC ou Serasa por causa de um engano desses. Assim, é bastante importante prevenir que isso aconteça e, caso você seja procurado, resolver o mais rápido possível.

Erros com cheque são um grande problema, mas você não precisa passar por ele se souber usar diferentes tecnologias financeiras. Afinal, cartão de crédito, contas e carteiras digitais estão aí para dar conta desse recado. Aqui no Meu Portal Financeiro você fica sabendo de tudo isso. Siga nos acompanhando para mais informação!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Conta conjunta Nubank: como funciona?

Próximo

Como calcular décimo terceiro? Descubra!

Posts Relacionados
Total
0
Share