Como calcular décimo terceiro? Descubra!

O décimo terceiro salário, como o próprio nome diz, é uma remuneração equivalente a um mês de trabalho recebida ao final do ano. Ele serve como uma gratificação para o final do ano, quando as pessoas em geral fazem festas. Porém, geralmente se paga em duas parcelas e sobre ele cobram INSS e impostos. Assim, existe algum espaço para confusão sobre como calcular o décimo terceiro.

Essa questão merece atenção tanto de empresas como de funcionários. Afinal, para as primeiras, ele significa um custo. Para os funcionários, essa é uma renda importante com a qual contam seja para festejar ou pagar as contas. Dessa forma, seja qual for seu “lado” nessa história, é necessário entender como o cálculo é feito.

Neste texto vamos explicar passo a passo como fazer as contas para chegar ao valor do décimo terceiro. Além disso, vamos explorar um pouco quais fatores podem entrar em cena para alterar o resultado.

Saiba mais: Fatura Inter: como acessar e pagar online

Décimo terceiro: o que é e quem paga

Quando se fala em décimo terceiro, logo se pensa na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Isso tem uma razão: ele é um dos mais tradicionais direitos trabalhistas do Brasil. O pagamento, ao final do ano, de um salário extra é quase um sinônimo da “carteira assinada”.

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

No entanto, se isso é de conhecimento geral, o modo como esse pagamento funciona nas diferentes situações é um pouco mais desconhecido. E se, por exemplo, um empregado entrar no meio do ano? E no final? Como as faltas impactam no décimo terceiro? Pois é, para isso estamos aqui!

Passo a passo para saber o valor do décimo terceiro

Vamos agora ver as etapas para calcular o valor, considerando as diferentes possibilidades.

Como calcular o décimo terceiro passo 1: divida o salário bruto em 12

Como o valor é de um salário extra para o ano todo, ele acaba dividido em 12 partes iguais, uma para cada mês. O primeiro fator a levar em consideração é o número de meses trabalhados no ano que estamos tomando como referência. Isso leva ao próximo passo.

Observação: é importante ressaltar que a base do cálculo é o salário bruto, aquele que consta no contracheque, sem os descontos. O que concretamente se recebe é o salário líquido, que não interessa aqui.

Como calcular o décimo terceiro passo 2: multiplique pelos meses trabalhados

Agora, pegue o valor que você obteve pela divisão acima e multiplique pelos meses trabalhados no ano de referência. Assim, se você trabalhou 3 meses vai receber 3/12, ou 1/4 de décimo terceiro.

Uma coisa importante: o décimo terceiro proporcional é calculado no espaço de um ano entre dois meses de outubro. Isto é, se, por exemplo, você começou a trabalhar numa empresa em novembro, só no ano seguinte vai receber o benefício.

Como calcular o décimo terceiro passo 3: descobrindo o valor da primeira parcela

Para descobrir o valor da primeira parcela, divida em duas partes iguais o valor obtido no passo 2. Simples assim. Isso porque não é na primeira parcela que se descontam o INSS e o imposto de renda. Geralmente, a primeira parcela se paga em novembro – por isso o cálculo dos meses trabalhados começa nesse mês e não em janeiro.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e que aprova na hora: abra uma conta gratuita no Banco Pan!

A segunda parcela vai ser o mesmo valor, mas com desconto do INSS e Imposto de renda.

Como calcular o décimo terceiro passo 4: desconte o INSS da segunda parcela

Agora vamos para a parte mais complexa, mas que também não tem nenhum mistério. Fazendo um passo de cada vez é possível descobrir o valor da segunda parcela com facilidade. Como é nessa parcela que cobram o Imposto de Renda e a contribuição do INSS, ela é um pouco menor. Além disso, ela precisa ser paga até 20 de dezembro.

Para 2021, estes são os valores para cálculo da contribuição do INSS:

  • Até R$ 1.100: 7,5%;
  • De R$ 1.100,01 a R$ 2.203,48: 9%;
  • De R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22: 12%;
  • Entre R$ 3.305,23 e R$ 6.433,57: 14%.
Continua após a publicidade

Observe que o cálculo dessa contribuição é feita com base no valor do décimo terceiro inteiro, não apenas da segunda parcela. Descontando este valor, falta apenas o Imposto de renda.

Leia mais: Jogos para ganhar dinheiro no Paypal: entenda como funcionam!

Como calcular o décimo terceiro passo 4: desconte o Imposto de Renda da 2ª parcela

Assim como o INSS, aqui também temos faixas de renda, que variam ano a ano. Confira abaixo a lista com as faixas para 2021:

  • Até R$ 1.903,98: isento;
  • De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65: 7,5%;
  • Entre R$ 2.826,66 e R$ 3.751,05: 15%;
  • De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68: 22,5%;
  • Acima de R$ 4.664,68: 27,5%.

Assim, ao descontar este valor, temos o valor do salário mínimo que você ou seu colaborador vai receber. Agora que já tem essa informação, é importante saber o que fazer com ela. Um décimo terceiro pode ser, por exemplo, o começo de um investimento, ou de uma poupança. Quem sabe seja bom abrir uma conta digital para guardá-lo?

Qualquer que seja a alternativa escolhida, é bom ficar de olho no Meu Portal Financeiro. Afinal, aqui você encontra informação sobre tudo que tem a ver com dinheiro!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Cheque devolvido motivo 22: saiba o que significa e o que fazer!

Próximo

Como calcular rescisão passo a passo?

Posts Relacionados
Total
0
Share