O mais importante para o investidor: 7 lições sobre o livro

Falar em investimento é falar em informação. Porém, simplesmente decorar diferentes fundos de investimento, com seus retornos e grau de risco não é o suficiente. É preciso uma formação um pouco mais profunda, que vá além dos modismos e sirva para você construir sua jornada. Uma obra interessante para começar essa formação é o livro de “O mais importante para o investidor”, de Howard Marks.

Trata-se de uma obra cobrindo os temas fundamentais para quem investe, a partir da perspectiva de alguém que entende muito do assunto. Com uma fortuna de US$ 2,2 bilhões, o fundador do Oaktree Capital Management, a maior gerenciadora de capitais no mundo, certamente tem um currículo que fala por si só.

Se você quer aprender com um dos melhores, talvez seja uma boa ideia comprar o livro. Porém, se antes de comprar você quiser saber se vale a pena, pode ler nosso artigo, que trará um pouquinho do conteúdo para quem quiser experimentar!

Continua após a publicidade

Leia mais: Conta digital para empresa: veja as melhores opções

O mais importante para o investidor: 7 lições

1. Para lucrar acima da média, sua percepção precisa estar acima da média

Parece óbvio, não? Mas é mais difícil do que parece. Afinal, muitos chegam ao mundo dos investimentos com a ideia de que encontrarão respostas simples para as situações. No entanto, esse é um jogo de saber lidar com o risco, pois quanto mais dele você assumir, maiores serão os retornos.

Assim, é preciso pensar de forma contraintuitiva, isto é, fazer avaliações profundas que mostrem onde estão os negócios bons e inexplorados. Esses são difíceis de achar, pois a primeira vista podem parecer até ciladas. Desafiar o senso comum com inteligência é o que difere um investidor médio de um excelente.

2. O objetivo mais importante para o investidor

Ganhar dinheiro é o que a maioria busca quando começa a investir. No entanto, essa resposta é superficial e não ajuda muito na hora de entender o que é o investimento. Isto é, se é claro que queremos ganhar dinheiro, a pergunta é: como? Qual o fundamento por trás de “ganhar dinheiro”?

A resposta para Howard Marks é que trata-se de encontrar o valor por trás dos preços. Comprar as coisas quando o preço está abaixo do seu valor e vender quando está acima. Ou, comprar algo cujo valor tende a crescer.

3. Avaliando o valor por trás do preço

Os preços das coisas flutuam muito mais do que o valor delas. Isso porque o preço diz respeito a flutuações de curto prazo, relação de oferta e demanda, diversos fatores que, dependendo do ativo, podem variar muito mês a mês. O valor se comporta de forma diferente, porque ele diz respeito a fatores mais estruturais no mercado.

Continua após a publicidade

Pense, por exemplo, uma empresa de turismo. É óbvio que durante a pandemia, o seu preço diminuiu de forma drástica, pois uma questão temporária gerou uma queda brusca nos lucros. Porém, o valor dos seus ativos fatalmente vai ser recuperado conforme as pessoas voltem a circular e a crise comece a ceder.

4. Como lidar com o risco

O risco é um fator fundamental para lidar com investimentos. Isso porque ele é, em geral, proporcional aos ganhos que você pode ter – e aos prejuízos também. Conhecer o risco e avaliar ele vai ser fundamental para tomar as escolhas certas.

Assim, você precisa ter a habilidade de montar cenários a partir das informações que tem. Quanto maior sua habilidade de entender as tendências do mercado e gerenciar o risco, maior será o retorno. Ter conhecimento acima da média ajuda muito, pois os retornos são proporcionais ao risco percebido no mercado, não naquele que você, com as informações que tiver, efetivamente correr.

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta BV gratuita!

5. Os ciclos do mercado

É quase um clichê, mas realmente corresponde à realidade: as coisas no mercado são cíclicas. E faz sentido, afinal, o mercado é feito por pessoas e as pessoas organizam sua vida em ciclos. Dias, meses, anos, estações: são tudo ciclos.

Assim, é preciso identificar esses ciclos, que vão variar bastante conforme o setor do mercado. Ao fazê-lo, o investidor não deve perder isso na perspectiva, pois as flutuações de preço estão sujeitas aos ciclos.

6. Como usar os ciclos ao seu favor

Continua após a publicidade

Conhecer os ciclos do mercado na sua intimidade significa ter capacidade de entender flutuações que vão parecer aleatórias à maioria dos investidores. Dessa forma, os ciclos ajudam muito no jogo de comprar barato e vender caro. É tudo uma questão de conhecimento, formação e experiência!

Saiba mais: Conta digital para negativados: veja as melhores opções

7. Buscar o meio termo é o comportamento mais importante para o investidor

Você não quer ser um investidor cauteloso demais, pois isso significa apenas preservar o próprio patrimônio. Mas também não quer ser um aventureiro inconsequente, afinal, ninguém quer falir. O meio termo é um investidor que constrói uma capacidade para ser arrojado. Ou seja, alguém que se arrisca porque pode, pois sabe o que está fazendo.

Para isso, é importante sempre estar lendo, se atualizando e informando. O livro de Howard Marks é uma boa pedida, mas também acompanhar o Meu Portal Financeiro. Isso porque nós buscamos disponibilizar a melhor informação para que você possa tomar suas decisões sobre como aumentar seu patrimônio!

 

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Maquininha de Cartão Sumup: entenda se vale a pena

Próximo

Quanto rende um milhão na poupança! Descubra aqui!

Posts Relacionados
Total
0
Share