Quanto tempo demora transferência entre bancos diferentes?

Fazer transferências sempre foi uma atividade bancária relevante para as pessoas. Às vezes é para pagar uma dívida, outras vezes é para ajudar alguém, e há até quem use transferências como forma de realizar pagamentos. Seja como for, é importante saber quanto tempo demora para realizar transferência entre bancos diferentes.

As cédulas, que também são chamadas de “dinheiro de papel”, estão perdendo espaço nos últimos tempos. Conforme os anos passam, as tecnologias avançam e as pessoas se sentem mais seguras com os diferentes métodos. Até o Pix, que é novidade, ganhou fama e vem se afirmando como a principal forma de transferência de muita gente. Para saber quanto tempo demora para fazer transferência entre bancos diferentes, continue lendo este artigo!

Related articles

Leia também: Como funciona o Pix? Tire todas as suas dúvidas!

Quanto tempo demora para fazer transferência entre bancos diferentes?

Cada tipo de transferência tem as suas peculiaridades.

Transferir dinheiro entre contas, especialmente se forem de bancos diferentes, é uma atividade importante para muita gente. Tanto é que diversos bancos oferecem uma determinada quantidade de transferências de forma gratuita para os clientes. Assim, conseguem transformar a gratuidade das transferências até em motivo de propaganda.

Às vezes, conhecer a diferença entre o tempo que leva para processar cada tipo de transferência pode significar economia e praticidade. Então veja, a seguir, o tempo que cada transação pode demorar. Dessa forma você estará bem preparado para todas as ocasiões.

Quanto tempo demora para fazer transferência entre bancos diferentes

Saiba, agora, quanto tempo demora cada modalidade de transferência.

  • DOC – O limite máximo de tempo para a compensação do é 3 dias úteis. Mas, de maneira geral, o DOC costuma ser processado na manhã do próximo dia útil após a transferência;
  • TED – O tempo de processamento do TED depende do horário em que ele é feito. Caso o cliente execute a ordem até às 17h de um dia útil, a transferência é processada ainda no mesmo dia. Mas caso a ordem seja dada depois desse horário ou fora de dias úteis, a transferência acontece no próximo dia útil.
  • PIX – O Pix acontece instantaneamente. Isso significa que no exato momento em que o cliente solicita a transação, ela acontece. Outra vantagem do Pix é que ele funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana. Ou seja, o Pix pode ser feito a qualquer momento.
  • Transferências internacionais – As transferências internacionais são um pouco mais demoradas e normalmente levam dois dias úteis para serem processadas. Mas dependendo de outros detalhes, inclusive do valor, pode ser necessário que quem recebe a transferência vá pessoalmente até uma agência bancária.

Conheça melhor cada tipo de transferência

Agora que você já sabe os prazos, vamos explicar um pouco melhor como funciona cada tipo de transferência

DOC

DOC é uma sigla que significa Documento de Ordem de Crédito. Apenas instituições autorizadas pelo Banco Central podem realizar transferências do tipo DOC. Além disso, ele tem outra limitação importante: só aceita valores de, no máximo, R$ 4.999,99. Em outras palavras, se você quiser transferir valores superiores a cinco mil reais, precisará usar outro tipo de transferência.

As informações necessárias para fazer um DOC são as seguintes:

  • Nome completo;
  • CPF ou CNPJ;
  • Banco;
  • Agência;
  • Conta;
  • Tipo de conta;
  • Valor da transferência.

TED

A TED também é uma sigla, e o significado é Transferência Eletrônica Disponível. Ao contrário do DOC, a TED aceita valores superiores a cinco mil reais. Dessa forma, se tornou o meio mais comum entre transferências de montantes elevados no Brasil.

Ainda há quem pense que a TED é apenas para valores superiores a cinco mil reais, e que para valores menores é necessário usar DOC. Mas isso não é verdade, nenhum dos dois tipos de transferências tem valor mínimo.

As informações necessárias para fazer um TED são as mesmas do DOC.

Pix

Conforme mencionado anteriormente, o Pix é um tipo de transferência que acontece instantaneamente. Ou seja, se o sinal de internet do dispositivo estiver funcionando, o Pix acontece no mesmo instante que a solicitação é feita.

Isso significa que se duas pessoas estiverem lado a lado com seus aparelhos de celular na mão e uma fizer um Pix para a outra, assim que a transação for confirmada em um aparelho já aparecerá a mensagem no outro atestando o recebimento.

Além disso, outra diferença é que o Pix não precisa de uma grande lista de informações. Para fazê-lo, tudo o que uma pessoa precisa saber é o código Pix do outro.

Esse código pode ser:

  • CPF ou CNPJ;
  • Número do telefone celular com DDD;
  • E-mail;
  • Chave aleatória gerada pelo banco.

Mas atenção: só é preciso saber UM código para fazer o Pix.

Também é importante saber que é possível registrar diferentes chaves em diferentes bancos. Ou seja, o seu celular pode ser registrado em um banco e o seu CPF em outro. Além disso, também é possível fazer a portabilidade de chave Pix. O processo, que lembra o que acontece com linhas de telefone celular, garante que o consumidor possa sempre procurar o melhor serviço possível, sem ficar preso.

Leia também: O que é educação financeira? Veja 8 dicas!

Esperamos que você tenha gostado de saber quanto tempo demora para fazer transferência entre bancos diferentes. Se você conhece alguém que poderia aproveitar essas dicas, compartilhe este conteúdo!

E para mais dicas e informações sobre finanças, continue acompanhando o Meu Portal Financeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Cadastre-se e receba dicas, notícias e informações sobre cartões de crédito, contas, bancos e finanças!

    Aceito entrar em contato

    | Publicidade |

    Posts recentes