investimentos renda fixa

O que são investimentos em renda fixa? Descubra aqui!

Para entender como aplicar melhor o seu dinheiro, é fundamental compreender o funcionamento de cada tipo de investimento. Por isso, se você quer saber melhor o que são investimentos em renda fixa, acompanhe esse post para ter sucesso nesta jornada. Assim, você entenderá quais são as oportunidades de ganho!

Ao decidir dar o primeiro passo nos investimentos, é normal não entender ao certo como funciona a renda fixa. Além disso, fica a dúvida se vale a pena seguir com esse tipo de investimento, pensando em valor mínimo, taxas e rendimento.

Por isso, preparamos um conteúdo sobre essa grande categoria, para diferenciar os produtos e indicar como eles rendem. Ao final, você se sentirá mais preparado para escolher uma opção que contemple sua situação atual.

Leia também: Empréstimo pessoal para negativado: 3 entidades que oferecem

O que são os Investimentos Renda Fixa?

O conceito mais amplo sobre esse tipo de investimento é que o cálculo da remuneração é previamente definido. Assim, é conhecido por você desde o momento da aplicação.

Ou seja, ao comprar um título de renda fixa, é como  “emprestar” dinheiro para alguém, e na troca espera-se receber o valor aplicado de volta no futuro acrescido de juros. Esses juros são a remuneração pelo tempo em que o recurso ficou emprestado. 

Todos os detalhes e condições da transação são acertadas desde o início, desde prazos, taxas, índices de referência e negociação dos papéis.

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

Os títulos de renda fixa tem como emissores (quem pega o dinheiro emprestado) bancos, empresas e o próprio governo.

Um ponto importante para ressaltar sobre os investimentos em renda fixa é que não são sinônimo de retorno garantido. Ou seja, esses investimentos também estão sujeitos a riscos. E em algumas situações o valor de um papel pode variar, isso vale tanto para investimentos de crédito quanto de mercado.

Leia também: Como fazer empréstimo online? Tire suas dúvidas aqui!

Principais investimentos em Renda Fixa

Os investimentos de renda fixa reúnem diversos tipos diferentes de produtos. Abaixo os principais:

Poupança

Poupança: A aplicação mais comum e conhecida do Brasil, é uma modalidade fácil de aplicar e movimentar. O rendimento é mensal, sendo atualizado sempre na data de abertura. Nessa modalidade, não há taxas para aplicação, nem incidência de Imposto de Renda, onde os rendimentos são isentos. 

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e que aprova na hora: abra uma conta gratuita no Banco Pan!

Tesouro Direto

Nessa modalidade, o emissor é o governo federal. Existem títulos prefixados, como o Tesouro Prefixado, e títulos pós-fixados, como o Tesouro Selic ou o Tesouro IPCA+, por exemplo, e você consegue investir a partir de R$ 30,00.

CDBs

A modalidade de títulos de bancos tem como aplicações mais comuns os pós-fixados, que oferecem como remuneração um percentual de um índice de referência de renda fixa. Comumente, a taxa do CDI. A rentabilidade em alguns bancos pode ser tão baixa quanto a da poupança (de 70% do CDI, por exemplo). Porém, para atrair investidores, alguns outros podem oferecer até mais do que 100% do CDI.

Debêntures

Debêntures são aplicações em títulos de renda fixa de empresas, que representam uma dívida, como os títulos públicos e os CDBs, mas com emissores diferentes do governo ou dos bancos.

As debêntures são tributadas pela tabela regressiva do Imposto de Renda, com alíquotas que variam de 22,5% a 15%. Exceção: as debêntures incentivadas – usadas para captar recursos para a realização de grandes obras de infraestrutura no país – são isentas. As debêntures não são cobertas pelo FGC.

LCI e LCA

O funcionamento das letras de crédito é semelhante à dos CDBs. Tanto LCI como LCA são emitidas por instituições financeiras. A diferença é que são restritas àquelas com alguma atividade de crédito relacionada ao setor imobiliário ou do agronegócio. Contam com a cobertura do FGC.

CRI e CRA

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) e do Agronegócio (CRA) são produtos financeiros que envolvem securitização. Que basicamente transforma direitos de crédito, como as parcelas de um financiamento imobiliário ou o pagamento de aluguéis mensais, em papéis negociados no mercado financeiro.

Se você comprar um CRI ou um CRA no mercado recebe juros como remuneração. Apesar de não possuir garantia do FGC, a vantagem desses produtos é que eles são isentos de Imposto de Renda. 

Qual valor é possível começar a investir em renda fixa?

No Tesouro Direto é possível começar a investir com apenas R$ 30,00. Porém, investimentos como os Certificados de Depósitos Bancários (CDB), a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) exigem valores mínimos entre R$ 5 e R$ 30 mil, podendo chegar em alguns casos a mais de R$ 100 mil. 

A compra de títulos pode ser feita por duas modalidades 

  • Tradicional: você compra os títulos manualmente através do site do Tesouro Direto ou pela corretora, caso ela tenha uma plataforma integrada. 
  • Programada: permite o agendamento da ordem de compra ou venda. É possível determinar um dia específico e o título que será transacionado. Assim, a operação será executada automaticamente.

Importante ressaltar que na plataforma do Tesouro Direto você poder visualizar o valor do título. Assim, mesmo que pareça alto, não precisa adquiri-lo integralmente. Dessa forma, você pode comprar frações desses títulos, que variam de acordo com a modalidade escolhida. 

Vantagens e desvantagens de investir em renda fixa

Continua após a publicidade

Os investimentos em renda fixa oferecem maior previsibilidade quanto ao comportamento dos papéis e os ganhos que você pode obter em cada aplicação. Apesar de não serem livres de riscos, esse tipo de aplicação oferece ao investidor uma perspectiva mais clara sobre o que esperar.

Além disso, a variedade de produtos disponíveis, com características bem específicas, para diversos perfis é outra vantagem. Já que assim você pode diversificar a carteira, sem concentrar os investimentos.

Para quem não gosta de correr grandes riscos, faz sentido, porém, a renda fixa oferece ganhos estáveis até demais. Dessa forma, as chances de você obter um retorno elevado rapidamente é menor do que no mercado de renda variável. 

Nos últimos anos, com os juros em queda, deixou a rentabilidade dos papéis de renda fixa cada vez menos atrativa.

Por fim, apesar de ter diversas modalidades, alguns investimentos de renda fixa podem exigir aplicações iniciais elevadas, dificultando o acesso dos pequenos investidores.

Entendeu o que são os investimentos renda fixa?

Esperamos que você tenha gostado de conhecer mais detalhes a respeito dos investimentos em renda fixa!

Se você conhece alguém que poderia gostar desse conteúdo, compartilhe esse artigo!

E para seguir recebendo informações de qualidade sobre o finanças, continue acompanhando o Meu Portal Financeiro.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
parcelamento MEI

Parcelamento MEI: veja como funciona o pagamento de débitos

Próximo
investir reserva de emergência

Onde investir a reserva de emergência? Confira 3 opções

Posts Relacionados
Total
0
Share