tesouro direto

Tesouro direto: o que é, como investir e qual é o rendimento

Sobrou um dinheiro no final do mês e você pensa em uma reserva de emergência? Que tal um investimento seguro, com imposto reduzido e resgate quando precisar? Vem com a gente que vamos explicar tudo sobre o Tesouro Direto.  

Essa aplicação pode ser a sua queridinha do mercado financeiro. No entanto, é preciso conhecer melhor como funciona. Existem diferentes tipos de Tesouro Direto. Cada um é indicado para um perfil de investidor. Aqui vamos explicar tudo o que você precisa para escolher o seu.  

Leia também: Como fazer investimentos inteligentes em 2021?

O que é o Tesouro Direto  

Ele foi criado pelo Tesouro Nacional. A proposta é oportunizar às pessoas o investimento em Títulos Públicos. Sendo assim, ao adquirir um Tesouro Direto você está emprestando dinheiro para o governo em troca de uma rentabilidade.  

Com essa definição, você já pode entender o motivo de o Tesouro Direto ser um dos investimentos mais seguros do mercado financeiro. Afinal, o governo ficará em dívida contigo. Sendo assim, é muito menos provável que ele venha a falir, quebrar ou não honrar com os pagamentos. Lembre-se, isso sempre pode acontecer em um investimento.  

Pra ficar mais claro, o Tesouro Direto está atrelado à Taxa Selic. Quando ela cai, o rendimento dos produtos de renda fixa, incluindo essa opção, torna-se menos interessante. 

Quer saber sobre o rendimento e a melhor opção de Tesouro Direto? Fique com a gente e leia esse conteúdo até o final. Separamos em detalhes as características desse investimento e vamos mostrar tudo para você abaixo.  

Características do Tesouro Direto 

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

Vamos para alguns pontos importantes que você deve considerar na hora de investir. Isso vale para o Tesouro Direto, mas você deve considerar essas informações em qualquer outro investimento, veja: 

  • Baixo risco: essa opção é uma dívida que o governo terá com você. Sendo assim, a chance é pouca de você levar um calote;   
  • Aplicação inicial baixa: o Tesouro Direto libera investimentos a partir de R$ 30; 
  • Alta liquidez: você pode resgatar o seu investimento quando precisar. Vale apenas respeitar horários de resgate e movimentação da sua corretora de valores;  
  • Imposto mais baixo: quanto mais tempo você permanece com o investimento, menos paga de imposto de renda. Essa taxa varia de 15% a 22,5%. Vamos explicar melhor ainda nesse conteúdo, fique com a gente;  
  •  Usabilidade: o Tesouro Direto pode ser usado como reserva de emergência, mas também para ampliar o seu capital. É uma estratégia de curto, médio e longo prazo. 

Tipos de Tesouro Direto 

Vamos explicar aqui quais opções você pode escolher, veja:   

Tesouro Selic 

Atrelado à Taxa Selic, definida pelo Banco Central em reuniões a cada 45 dias. A rentabilidade será sempre positiva. Isso vai depender do tempo do seu investimento. Quanto mais tempo, melhor.   

Tesouro Prefixado (LTN) 

A rentabilidade é anual e conhecida no momento da sua aplicação. Sendo assim, no resgate você vai retirar exatamente o que foi combinado no momento da aplicação no Tesouro Direto. 

Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (NTN-F) 

A rentabilidade também é definida e conhecida no momento da aplicação no Tesouro Direto. No entanto, duas vezes por ano você recebe juros. 

Aproveite a oportunidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e que aprova na hora: abra uma conta gratuita no Banco Pan!

Vale a informação de que toda vez que você receber os juros do rendimento, será descontado a alíquota máxima de imposto de renda sobre o ganho, de 22,5%.  

Leia também: Como contratar cartão de crédito online? 5 dicas úteis

Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal) 

Essa opção de Tesouro Direto sempre terá um ganho real. Sendo assim, você vai receber um valor acima da inflação. Ele é o famoso investimento híbrido.  

Sendo assim, você tem um rendimento prefixado, que é conhecido no momento do investimento. Só que parte desse valor acompanha também a inflação do período, o que pode render mais dinheiro.  

Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTN-B) 

Essa é mais uma modalidade híbrida do Tesouro Direto. Parte do rendimento é estabelecido e conhecido no momento do investimento e a outra parte acompanha a inflação.   

No entanto, a diferença é que você recebe juros duas vezes ao ano. Lembrando que a tributação do Imposto de Renda sobre esse valor será de 22,5% no primeiro pagamento e depois vai seguir a tabela regressiva até 15% para juros distribuídos após 720 dias. 

Leia também: Quanto rende 100 mil na poupança? Entenda o cálculo aqui! 

Custos 

Fique atento e conheça direito as taxas do Tesouro Direto.  

Existe a possibilidade de uma taxa de custódia. Ela é de 0,25% ao ano sobre o valor investido. No entanto, a cobrança é semestral. A vantagem é que ela não é cobrada nos investimentos superiores a R$ 10 mil no Tesouro Selic.  

Continua após a publicidade

Tem ainda a cobrança de uma taxa de administração. Esse valor depende da corretora que você escolher para a aplicação. Já o IOF é cobrado até o 29º dia de investimento. Depois disso, você não paga mais.  

Para o imposto de renda, você precisa seguir essa tabela de tempo de investimento para recolher o valor, veja: 

  • Até 180 dias: 22,5%; 
  • Entre 181 e 360 dias: 20%; 
  • Entre 361 e 720 dias: 17,5%; 
  • Maiores do que 721 dias: 15%.

Como investir no Tesouro Direto  

Abra uma conta em uma corretora 

Escolha a melhor opção para você. Veja qual o valor da taxa de administração, que muda de acordo com cada empresa. Depois, solicite à corretora para que faça seu cadastro junto ao Tesouro Nacional.

Complete o cadastro na plataforma do Tesouro Direto 

A corretora enviará um link para esse passo e você deve finalizar o cadastro. 

Escolha o título que atende os seus objetivos 

Com base nas informações que já disponibilizamos aqui, escolha o melhor investimento para você. 

Dê a ordem de compra e comece a investir 

É só definir o valor e investir, tudo pelo aplicativo da sua corretora.  

Gostou das dicas sobre o Tesouro Direto e as facilidades para investir? Então, acompanhe outras opções do mercado no blog do Meu Portal Financeiro. Você pode colocar o dinheiro para trabalhar para você. Aprenda com a gente! 

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Que negócio abrir em uma cidade pequena? Veja 5 opções lucrativas!

Próximo

Como sacar dinheiro do Mercado Pago? Entenda já!

Posts Relacionados
Total
0
Share