Carteira digital BTG+

Como habilitar a carteira digital BTG+? Entenda aqui!

A tecnologia vem, de forma contínua, mudando a relação das pessoas com os serviços. Isso afeta diversos setores da economia e da sociedade, mas em alguns fica particularmente nítido. O setor financeiro é um bom exemplo disso. Entre tantas mudanças que estamos acompanhando nos últimos tempos, um dos destaques é a carteira digital. Hoje vamos falar especialmente sobre a integração carteira digital BTG+.

O uso dessas novas tecnologias, que já eram importantes, mostrou-se indispensável a partir de 2020. Com mais pessoas em casa, resolver pendências pela internet se tornou o novo padrão para muita gente. 

Entre os grandes facilitadores da organização das finanças no universo online está a carteira digital. Se você quer saber mais detalhes sobre a integração carteira digital BTG+, continue lendo esse artigo!

O que é um carteira digital

A carteira digital também é conhecida como e-wallet. Elas são desenvolvidas com o objetivo de fazer seu celular funcionar como uma forma de pagamento.

As carteiras digitais contam com algumas vantagens que valem a pena mencionar. Uma delas é diminuir (ou anular) a necessidade de um cliente se dirigir até uma agência física. Além disso, também permitem mais flexibilidade com o tempo. É possível fazer movimentações instantâneas, por exemplo, assim como também se pode fazer transações fora dos horários tradicionais de bancos, incluindo madrugadas e feriados.

No começo, para muita gente, essa forma de pagamento era considerada como apenas uma alternativa. Algo que você poderia usar caso deixasse a carteira real em casa, por exemplo. Mas depois começou a crescer o número de clientes que passaram a usar a carteira digital como primeira alternativa.

De certa forma, é possível traçar um paralelo entre uma carteira normal (de verdade) e uma digital. Ela é um centralizador de transações financeiras, principalmente de pagamentos. 

Possibilidade de múltiplos cartões 

Sua especialidade em pagamentos existe, entre outros motivos, pela relação fluída e dinâmica com cartões de crédito. Afinal, é impossível falar sobre pagamentos sem que se pense em cartões de crédito, certo? 

Em uma carteira digital você consegue “adicionar” vários cartões de crédito para usar. Assim você centraliza o uso do dinheiro e facilita o gerenciamento das suas finanças.

Outras transações

Uma das novidades com as quais as pessoas ainda estão se acostumando é o boleto. Não boleto de dívida que você precisa pagar, mas boleto de depósito. Esse é um dos jeitos mais utilizados para transferir dinheiro para uma carteira digital. Primeiro você precisa gerar um boleto no valor que deseja depositar. Depois, basta pagar o boleto. Quando o boleto for pago, o valor cai na sua carteira digital.

Outra novidade é o Pix. O sistema de pagamentos instantâneos foi criado em 2020 e logo se tornou um sucesso.

Além da facilidade com os cartões de crédito, as carteiras digitais também possibilitam o pagamento feito diretamente em maquininhas de cartão. E mais do que isso: elas permitem que você faça, inclusive, transferências para outras carteiras digitais. 

Ou seja, além de poderem ser comparadas com carteiras físicas, elas também se assemelham a contas bancárias.

Bancos

Por falar nisso, uma carteira digital também pode ter ligação com contas bancárias. Isso mesmo, no plural. Assim como é possível adicionar múltiplos cartões, também é possível vincular mais contas.

Ainda sobre bancos, saiba que uma carteira digital não precisa necessariamente ser atrelada a um banco. Não precisa, mas pode. Uma das vantagens de integrar com o banco é a facilidade de unificar o serviço onde você já tem conta. Isso sem contar a segurança adicional que um banco de verdade adiciona em qualquer contexto financeiro.

Carteira digital BTG+

Nem todo cartão pode ser adicionado em uma carteira digital. Mas adivinhe só: o cartão BTG+ pode. Essa é sobre essa integração que vamos falar. Colocando o seu cartão você tem a sua carteira digital BTG+ funcionando em sinergia.

Vantagens da carteira digital BTG+

Confira a lista de vantagens e possibilidades que os clientes BTG+ já estão aproveitando:

  • Dispositivos móveis – a possibilidade de ter o cartão BTG+ funcionando no celular ou até mesmo do seu relógio;
  • Segurança – o número do seu cartão é tokenizado, o que significa que ele não vai ficar salvo na maquininha de nenhum estabelecimento;
  • Reconhecimento facial – muitos clientes não perdem tempo nem para digitar a senha, basta usar o reconhecimento facial. Além de comodidade, a tecnologia também garante que você não encoste na maquininha;
  • Integração – possibilidade de integrar com Google Pay e com Apple Pay.

Habilitando sua carteira digital BTG+

Agora vamos explicar como habilitar em diferentes aplicativos.

Apple Pay

Se você tem um iPhone, faça o seguinte:

  • Abra o app Wallet e clique no sinal de “+”;
  • Digite os dados do cartão;
  • Escolha o app BTG+ como método de verificação;
  • Aguarde o aplicativo, que será aberto automaticamente;
  • Confira e confirme o cartão.

Pronto, cartão funcionando no Apple Pay.

Google Pay

Se o seu celular tiver sistema Android, acompanhe os seguintes passos:

  • Abra o app Google Pay;
  • Clique para “adicionar um cartão” e escolha entre crédito ou débito;
  • Insira os dados do cartão;
  • Escolha o app BTG+ como método de verificação;
  • Aguarde o aplicativo, que será aberto automaticamente;
  • Confira e confirme o cartão.

Assim, seu cartão estará integrado com o sistema Android.

Pelo próprio app BTG+

Habilitar pelo próprio aplicativo do BTG+ também é uma alternativa, independente de qual carteira digital você usar. Basta acessar o menu “+ opções” e clicar para adicionar, escolhendo entre Google Pay ou Apple Pay. Depois disso, basta adicionar o seu cartão BTG+.

Gostou da carteira digital BTG+?

Esperamos que você tenha gostado de conhecer a carteira digital.

Para seguir se informando sobre serviços financeiro e tecnologia, continue acompanhando o nosso blog.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Orçamento pessoal: veja 6 dicas para se organizar

Próximo

Reserva de emergência: entenda e elabore a sua!

Posts Relacionados
Total
0
Share