💳 O Banco BV oferece benefícios únicos em seu cartão de crédito sem anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta gratuita e solicite o seu!

Juros Simples

juros simples

Desde a nossa infância convivemos com conceitos matemáticos. Entre os mais importantes deles para a vida cotidiana são os juros simples e os compostos, os quais podem ser aplicados em diversas situações.

Por exemplo: quando pegamos um empréstimo com terceiros, ao quitar o valor, acabamos pagando um preço maior do que a quantia inicial. Isso acontece justamente por causa dos juros.

Por isso, é essencial saber o que são e como calculá-los. O que acha de aprender tudo isso agora mesmo?

O que são juros simples?

Eles estão presentes em diversas situações financeiras do cotidiano. Podem ser usados em cobranças do cartão de crédito, contratos de empréstimos, dentre outras situações.

Vale destacar que o valor não muda durante toda a operação financeira, ou seja, ele possui uma taxa fixa sobre o valor das parcelas. Desse modo, ao firmar um contrato de empréstimo, você pagará ou receberá o valor fixado inicialmente.

Veja um exemplo simples: se você realiza um empréstimo de R$ 1.000 a ser pago em 10 meses, com juros de 5% ao mês, a cada parcela, você terá pagar um acréscimo de R$ 50.

Ao final do contrato de empréstimo, você terá pago os R$ 1.000 iniciais mais R$ 500 de juros, afinal, foram 10 parcelas com juros de R$ 50 (10 x 50 = 500).

Diferença em relação ao juros compostos

Acima explicamos como funciona o juros simples aplicado em operações financeiras. No entanto, confundir com juros compostos é algo muito comum, pois são conceitos que estão entrelaçados.

Por isso, é importante entender a diferença. Basicamente, o primeiro leva em consideração o valor inicial de uma operação financeira. Já em cálculos com juros compostos é utilizado o valor atual.

Novamente, tenha como exemplo o empréstimo de R$ 1.000 com taxa de juros de 5% ao mês. No primeiro caso, todo mês será cobrado R$ 50 de juros, pois será aplicado 5% sobre os R$ 1.000 contratados inicialmente (1.000 x 5% = 50).

Mas no caso dos juros compostos, a matemática muda, pois os juros são aplicados sobre valores atualizados mensalmente. Nesse caso, podemos ver como ficaria o cenário ao longo das 10 parcelas restantes, veja abaixo:

1ª parcela: 1.000 x 5% = R$ 1.050
2ª parcela: 1.050 x 5% = R$ 1.102,50
3ª parcela: 1.102,50 x 5% = R$ 1.157,63
4ª parcela: 1.157,60 x 5% = R$ 1.215,51
5ª parcela: 1.215,48 x 5% = R$ 1.216,28
6ª parcela: 1.216,28 x 5% = R$ 1.340,10
7ª parcela: 1.340,10 x 5% = R$ 1.407,10
8ª parcela: 1.407,10 x 5% = R$ 1.477,46
9ª parcela: 1.477,46 x 5% = R$ 1.551,33
10ª parcela: 1.551,33 x 5% = R$ 1.628,89

Fórmula para calcular

A fórmula para realizar o cálculo de juros simples é bem básica. Veja abaixo:

J = C .i.t
M = C + J

M = Montante
C = Capital Inicial
J = Juros
i = Taxa de juros
t = tempo

Desse modo, se aplicarmos esta fórmula sobre um empréstimo de R$2.000 com juros de 10% ao mês, teremos a seguinte operação financeira: (2.000 x 10% = 200).

J = C.i.t
J = 2000 x 10% x 1
J = 200

M = C + J
M = 2.000 + 200
M = 2.200

Calculadora de juros simples

Unidade de tempo:

Termos relacionados

Lucro Líquido

O lucro líquido é uma métrica crucial para os empresários. Ele mede a saúde financeira de uma empresa e é frequentemente usado para compará-la aos

Ler mais

Default

O default refere-se ao descumprimento pelo tomador de uma cláusula de um contrato de empréstimo. Em geral, o default refere-se à falta de pagamento integral

Ler mais

Ticker

Um ticker de ações é uma maneira simples, rápida e fácil de acompanhar o valor de uma ação. O ticker é uma representação digital do

Ler mais
João Santos

João Santos

Produtor de conteúdo especialista em finanças e investimentos, com uma bagagem de 10 anos atuando em PMEs.

Newsletter