💳 O Banco BV oferece benefícios únicos em seu cartão de crédito sem anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta gratuita e solicite o seu!

Gráfico de barras

Um gráfico de barras exibe a relação entre dois valores ou categorias discretas. Podem ser horizontais ou verticais, mas uma de suas principais características é o comprimento de cada barra, que indica mais valores do que uma menor.

Há muitas maneiras de criar um gráfico de barras e usá-lo para tornar seus dados mais legíveis. Abaixo estão algumas maneiras de fazer isso. A maneira correta de criar um gráfico de barras dependerá do propósito que você tem em mente para usá-lo.

Criação do gráfico de barras

Primeiro, escolha o tipo de dados a ser exibido. Por exemplo, se você deseja mostrar quantos cães e gatos vivem em uma cidade, pode usar o número de cães por 1.000 domicílios.

A altura da barra deve corresponder ao número apropriado no eixo y. Se você quiser deixar seu gráfico mais colorido, ative a opção de rótulo para cada barra. Você pode ajustar o intervalo vertical para torná-lo mais atraente.

O gráfico de barras empilhado, também conhecido como gráfico de barras composto, divide um agregado em partes e representa cada parte com cores diferentes. Este gráfico requer rotulagem específica para distinguir as peças.

Cada barra representa um grupo discreto de valores, como renda. A largura da barra deve corresponder à altura, que corresponde ao valor numérico. A distância entre as barras também deve ser a mesma. Este gráfico ajuda os usuários a identificar quais categorias são mais relevantes para eles e quais não são.

Ao traçar um gráfico de barras, certifique-se de escolher o tipo certo de dados. Um gráfico de barras com rótulos de dados diretos parece um pouco “pesado” e pode consumir muita tinta.

Uma maneira melhor de exibir dados é usar um rótulo de dados em movimento. Embora mover um rótulo de dados possa fazer um gráfico de barras parecer maior, um rótulo de dados em movimento permite que os leitores o comparem facilmente com outras barras.

O estilo vertical também é ideal se você deseja mostrar um grande número de conjuntos de dados.

Segmentação de público

Ao criar um gráfico de barras, lembre-se do público-alvo que você está segmentando. Por exemplo, um fabricante de doces pode precisar de um gráfico para mostrar as vendas de diferentes tipos de doces. Se a Apple vender mais do que o Google ou a Microsoft juntos, este gráfico mostrará a diferença.

Da mesma forma, se uma empresa produz muitos tipos diferentes de doces, é importante considerar as cores utilizadas em cada fábrica de doces. No final, é importante lembrar que o gráfico correto facilitará o entendimento dos seus dados.

Há muitas maneiras de personalizar um gráfico de barras. Você pode adicionar títulos ao eixo horizontal e ao eixo vertical.

Clique em cada um e digite o nome que melhor descreve o gráfico. Você também pode ajustar o eixo clicando em um de seus cantos ou arrastando a borda.

Você também pode ajustar seu tamanho clicando com o botão direito do mouse em seu eixo. Há muitas maneiras de personalizar a aparência de um gráfico de barras.

Termos relacionados

Juros Real

O termo interesse real refere-se à taxa de juros após a inflação ser levada em conta. A equação de Fisher afirma que a taxa de

Ler mais

BNDES

O BNDES é uma agência federal que fornece recursos para pequenas e médias empresas. Diferencia-se de outros bancos por oferecer uma gama mais ampla de

Ler mais

IOF

O IOF é um imposto sobre o valor das transações nos mercados financeiros. Aplica-se a crédito, seguro, valores mobiliários e imobiliário. Foi implementado pela primeira

Ler mais
João Santos

João Santos

Produtor de conteúdo especialista em finanças e investimentos, com uma bagagem de 10 anos atuando em PMEs.

Newsletter