💳 O Banco BV oferece benefícios únicos em seu cartão de crédito sem anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta gratuita e solicite o seu!

Acordo da Basileia

O Acordo de Basileia é um conjunto de regras para os bancos. O Acordo foi introduzido em 1988 e visava melhorar a adequação do capital. Criou novas ponderações de capital para os bancos, com base em suas exposições ao risco.

O capital ponderado zero é alocado à dívida do governo da OCDE, enquanto 20% é atribuído a empréstimos a bancos. Empréstimos garantidos por imóveis residenciais são ponderados em 50 por cento.

Os créditos contra bancos não pertencentes à OCDE e ao setor privado são ponderados em 100 por cento. Foi criticado como muito restritivo e não conseguiu acompanhar as mudanças nos mercados financeiros.

Pilares do Acordo de Basileia

O Acordo de Basileia inclui os seguintes pilares:

Os três pilares do Acordo de Basileia são conhecidos como Basileia I, II e III. As normas Basileia III incluem requisitos e salvaguardas adicionais. Essas medidas exigem que os bancos mantenham um certo nível de patrimônio comum e liquidez.

Os bancos considerados sistemicamente importantes estão sujeitos a requisitos adicionais. As novas regras também eliminam o conceito de considerações de capital de nível 3. Estes requisitos visam proteger os investidores e manter o sistema financeiro estável.

Objetivo do Acordo de Basileia

Os Acordos de Basileia são um conjunto de regulamentos bancários recomendados pelo Comitê de Basileia. O objetivo desta organização é fortalecer o marco regulatório internacional.

Os Acordos foram criados com o objetivo de satisfazer as necessidades das nações industrializadas que desejavam uma estrutura comum.

Infelizmente, o Comitê da Basiléia não tem poder legal para fazer cumprir suas resoluções. Portanto, os Acordos de Basileia não são leis, mas diretrizes que obrigam os países membros a cumprir as regras.

Basileia I e II

Basileia I e II são um conjunto de regulamentos financeiros e bancários promulgados pelo Comitê de Supervisão Bancária de Basileia. Eles são projetados para melhorar a capacidade dos bancos de resistir ao estresse econômico e melhorar sua transparência e divulgação.

Os Acordos são um acordo internacional entre dez das maiores economias do mundo. Eles são o conjunto mais abrangente de regulamentos para o sistema bancário internacional.

Basileia III

Os Acordos podem ser divididos em três categorias: Basileia I e Basileia II e Basileia III. Além disso, o Acordo de Basileia também contém o Índice de Cobertura de Liquidez, ou LCR.

Sob esse padrão, os bancos devem manter um alto nível de liquidez para serem fiscalmente solventes. Esse padrão desencoraja os bancos a emprestar grandes quantias de dívida de curto prazo.

No entanto, no caso de Basileia III, a exposição cambial não afeta os requisitos de capital dos bancos. Portanto, é importante entender os padrões de Basileia III.

Termos relacionados

Dividend Yield

Muitas vezes referido como o índice de preço de dividendos, o dividend yield é o retorno percentual sobre o investimento de uma empresa. É calculado

Ler mais

Reserva de Emergência

Economizar não é um hábito nem uma tarefa fácil para os brasileiros. De acordo com a CNI, apenas 32% dos brasileiros economizou dinheiro durante o

Ler mais

Sistema Financeiro Nacional

O Sistema Financeiro Nacional é governado pelo Federal Reserve. Seu trabalho é manter os mercados financeiros estáveis ​​e proteger os direitos dos consumidores. Além disso,

Ler mais
João Santos

João Santos

Produtor de conteúdo especialista em finanças e investimentos, com uma bagagem de 10 anos atuando em PMEs.

Newsletter